Empiricus demonstra alinhamento com reguladoras após episódio envolvendo Bettina

Quem não conheceu Bettina Rudolph? Em março de 2019, a copywriter protagonizou um anúncio da Empiricus em que afirmava ter feito mil reais se transformarem em 1 milhão em três anos seguindo os conselhos da empresa.

A campanha trouxe consequências negativas para a Empiricus como multas do Procon e pedido de retirada do vídeo. Além disso, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) desenvolveu uma série de orientações sobre a publicidade veiculada pelas empresas de análise financeira.

Seis meses depois a marca lança um novo vídeo com pedido de desculpas pela campanha. Nele, Bettina afirma que a marca errou em não deixar claro mesmo no vídeo curto que houve outros aportes para chegar ao montante. Também pede uma segunda chance e indaga ao espectador o que teria ocorrido se ele tivesse clicado em “Saiba Mais”, ícone presente no fim do anúncio que o redirecionava para um curso online.

O curso trazia informações sobre como colocar em prática estratégias de investimentos. Caso, os assinantes quisessem poderiam aplicar seus recursos em renda fixa, em opções mais interessantes do que a poupança, por exemplo. Também era destinado a investidores iniciantes na bolsa, em que foram apesentadas 10 opções de ações, que renderam 19,8% em seis meses, superando a performance do mercado de 12,6%.

Mais importante do que essa retratação foi a postura de reconhecer o erro e a aproximação com as reguladoras, sobretudo a CVM com que entrou em conflito mais de uma vez. Na época, a empresa defendia que a entidade não poderia fiscalizá-la, por se tratar de um player editorial e não uma casa de análise.

O primeiro passo foi a adoção de um modelo de exposição de alertas de riscos para todas as operações, uma das orientações da CVM. Agora todos os projetos, peças publicitárias e outras comunicações externas da Empiricus contam com os alertas.

Além disso, a empresa implementou uma série de melhorias práticas após esses seis meses. Foram recrutados novos profissionais para tornar a equipe ainda mais técnica, os processos internos ficaram mais rígidos e houve um controle maior das comunicações internas. Tudo isso para reforçar o departamento de compliance da Empiricus.

Compliance é o setor presente nas entidades privadas que visa adequar suas atividades às normas das reguladoras, bem como a legislação vigente. Segundo a empresa, foram dados vários passos no sentido de desenvolver seu departamento de compliance, fazendo dele uma referência para o mercado de edição financeira do país.

Atualmente não nenhuma companhia de conteúdo sobre investimentos com um compliance tão bem estruturado. Algumas das empresas que atuam nesse segmento nem ao menos possuem um departamento de compliance. Hoje a Empiricus conta com mais de 360 mil assinantes de seus relatórios. Sua equipe de cerca de 300 profissionais de pesquisa financeira é uma das maiores e mais competentes do país. Suas instalações ficam na Avenida Faria Lima, principal centro de finanças de São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *