Criada por Niemeyer a Casa do Baile faz parte do Conjunto Arquitetônico da Pampulha

Image result for Casa do Baile faz parte do Conjunto Arquitetônico da Pampulha

Construída na década de 40, a Casa do Baile faz parte do Conjunto Arquitetônico da Pampulha e atualmente, ela é o Centro de Referência de Urbanismo, Arquitetura e do Design. Oscar Niemeyer foi quem idealizou o seu projeto, e ela foi criada com a intenção de promover shows e jantares dançantes, para a diversão dos habitantes da capital mineira.

O famoso arquiteto criou um salão enorme circular para facilitar os dançarinos, sendo que um de seus mais assíduos frequentadores era Juscelino Kubitscheck, que na ocasião era o prefeito de Belo Horizonte e conhecido pela sua admiração à vida boêmia.

Localizada em uma ilha feita artificialmente e ligada à orla, por uma ponte feita de concreto, ela teve a sua inauguração no ano de 1943. Esse local virou o ponto de encontro da alta sociedade mineira, já que os preços praticados ali, não permitiam a frequência de classes mais baixas.

O  Museu de Arte da Pampulha  na época era usado como cassino, e os seus frequentadores atravessavam de barco o lago para terminarem à noite na Casa do Baile. As marquises em volta da ilha artificial, tinham como finalidade serem usadas para que os frequentadores do local, pudessem se sentar nas mesas que eram colocadas embaixo delas, para que pudessem ficar admirando a lagoa.

O objetivo de Oscar Niemeyer era de que em qualquer construção do conjunto, fosse permitido enxergar os outros prédios, ficando possível uma visão total deles, comentou Yuri Mesquita, que é historiador e também diretor do Arquivo Público de Belo Horizonte.

Apesar da Casa do Baile ser um local muito luxuoso, ela acabou encerrando as suas atividades depois de completar cinco anos de funcionamento, devido à proibição da existência de cassinos no país, dada pelo governo federal no ano de 1946. Boa parte dos frequentadores da Casa do Baile, vinham do cassino, e a partir do momento que ele foi fechado, a frequência dela caiu muito.

A Casa do Baile passou a ter várias outras funções depois dessa época, como por exemplo na década de 80, ela passou a ser um anexo do Museu de Arte da Pampulha, e na década de 90, ela foi um restaurante e depois teve que ser fechada novamente. Mas em 2002, ela se tornou o Centro de Referência de Urbanismo, Arquitetura e do Design, comentou ainda Yuri Mesquita.

Foi encontrado mais um artefato da Segunda Grande Guerra em Frankfurt

Image result for Segunda Grande Guerra em Frankfurt

Uma bomba da Segunda Guerra Mundial, foi encontrada em Frankfurt, na Alemanha, e foi neutralizada por especialistas. Ela foi encontrada há alguns dias em um canteiro de obras, por operários que trabalhavam no local.

Os moradores das regiões próximas do local onde a bomba foi descoberta, cerca de sessenta mil pessoas, o equivalente a 8% dos habitantes da cidade, tiveram que deixar as suas casas, enquanto os especialistas trabalhavam para desarmar o artefato. Essa mobilização foi a maior feita no país, desde o final da Segunda Guerra Mundial.

Foram necessárias quatro horas de trabalho para neutralizar a bomba, sendo que a mobilização para tirar as pessoas de suas casas, começou bem mais cedo.

Além dos moradores, foi necessário a retirada das pessoas que estavam em hospitais e asilos de idosos, além da sede de uma rede de televisão e da sede do Banco Central Alemão. As pessoas que não conseguiram ir para a casa de parentes ou amigos, foram alojadas em abrigos que foram montados para atender esse pessoal.

Foi montada também pela cidade, uma atividade para distrair os moradores que tiveram as suas vidas alteradas por essa situação, para que eles pudessem visitar os museus com entrada gratuita nessa ocasião. Dois dos acampamentos montados, tinham a capacidade para atender cerca de dez mil moradores.

A bomba foi encontrada em uma obra no bairro de Westend, que fica perto da Universidade de Frankfurt. Era um artefato usado pela Força Aérea Britânica, pesava cerca de 1,8 tonelada e era do tipo HC4000. Provavelmente ela foi lançada entre os anos de 1943 e 1945, tendo sido danificada com o tamanho do impacto com o solo.

É frequente a remoção por especialistas de artefatos militares no país, já que houveram muitos bombardeios durante a Segunda Guerra Mundial, feitos pelos aliados, sendo que esses artefatos são encontrados até hoje em florestas, zonas rurais e em obras.

Antes desse fato que ocorreu em Frankfurt, no ano passado também houve uma grande mobilização, para neutralizar um artefato no dia 25 de dezembro, na cidade de Augsburg, que fica localizada no sul da Alemanha, e foi necessário a evacuação de cerca  de 54 mil moradores  de suas casas.

Ministro da Cultura reúne-se com representantes de empresas de TV por assinatura

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, reuniu-se com representantes da Associação Brasileira de Televisão por Assinatura – ABTA para falar sobre a necessidade de revisão dos normativos de regulação da atividade audiovisual no Brasil. O encontro aconteceu na manhã do dia 31 de agosto e fez parte da agenda oficial do dirigente, que cumpriu uma série de compromissos na cidade de São Paulo.

Anteriormente, ao manifestar-se publicamente, o ministro deixou claro que as questões regulatórias terão proeminência em sua atuação à frente da pasta. Incluem-se entre suas maiores preocupações o combate à pirataria, a criação de um marco legal que trate das atividades de comercialização de Vídeo sob Demanda – VOD (a sigla refere-se à expressão em inglês Vídeo on Demand), além do estabelecimento de uma Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional – Condecine, com incidência sobre os lucros da prestação de serviços de VOD.

Durante o encontro com os executivos da ABTA, Sérgio Sá Leitão ouviu a respeito da situação em que se encontra o mercado de televisão por assinatura no país e também conheceu as demandas dos empresários do setor.

O ministro foi informado, por exemplo, de que a quantidade de assinaturas distribuídas entre os diversos pacotes oferecidos no Brasil alcançou a marca de 18 milhões durante o segundo trimestre de 2017. Desse total, 58% utilizam o serviço via satélite, enquanto que os outros 42% são atendidos via cabo. Um aspecto curioso apontado pelos empresários foi a constatação de que os custos envolvidos com o deslocamento das pessoas têm desempenhado papel importante na opção pela programação das televisões por assinatura como fonte de lazer e entretenimento das famílias. Pesquisa encomendada pela ABTA revelou que ficar em casa para se divertir tem apresentado uma relação vantajosa de custo sobre benefício, especialmente nas classes C, D e E.

Ao falar sobre a reunião, o ministro enfatizou a importância de que ele, como gestor público ligado à área da cultura, aproveite bem todas as oportunidades que surgirem para estar ao lado dos principais envolvidos com o tema no país. Segundo ele, o dirigente não deve exercer suas funções encastelado, decidindo a partir de impressões a priori, muitas vezes dissociadas da realidade.

Os segredos da Malásia, que possui ilhas com praias e uma natureza intocada

A Malásia, que é um país do sudeste asiático, possui praias inesquecíveis e desertas, espalhadas pelas várias ilhas. Esse destino recebe menos visitantes do que o seu país vizinho,  a Tailândia . Para aqueles que desejam aproveitar os dias de sol em suas praias, é importante evitar os meses que vão de novembro a março, já que é esse o período no qual acontecem as numerosas chuvas das monções. As suas conhecidas Torres Petrona, são um símbolo de Kuala Lumpur, que é a capital do país.

Na parte leste de Kuala Lumpur, estão localizadas as praias mais lindas desse destino. A ilha de Redang, que é uma das mais caras e que quase não possui moradores, sendo que as paisagens naturais são praticamente intocadas, com águas límpidas e com tartarugas marinhas. O arquipélago das Perhentian, fica ao norte de Redang, e possui uma boa quantidade de hotéis e pousadas, sendo muito comum encontrar mochileiros visitando os locais em que a natureza é intocada.

A ilha de Tioman, é um paraíso localizado no centro de um parque marinho, com numerosos recifes de coral e uma variada vida marinha, com peixes de diversas cores. No leste, fica a ilha de Sibu, onde são encontradas praias calmas e convidativas, ideais para a prática de atividades náuticas, como o caiaque.

A ilha de Langkawi está localizada na parte oeste e é a mais conhecida, sendo visitada por turistas de todo o planeta. Essa ilha possui hotéis luxuosos, além de lojas e restaurantes. Essa ilha tem praias menos fascinantes do que o litoral leste, mas em compensação, não possui chuvas das monções e pode ser visitada em qualquer época do ano, com sol e praia para os turistas se divertirem. Outras opções são as trilhas, que podem ser feitas em meio à natureza, conhecendo diversas cachoeiras. Menos famosa do que Langkawi, a ilha de Pangkor também pode ser um destino interessante, saindo de Kuala Lumpur, ele fica a uma pequena distância de carro.

Borneo é outro paraíso, que fica entre a Malásia, Indonésia e Brunei. É um destino cada vez mais famoso entre os mergulhadores. Turtle Beach e Golden Beach ficam na parte oeste da ilha, e estão situadas no Parque Nacional de Similajau, que é uma fantástica reserva natural. Na parte leste de Borneo, fica Sidapan que é um dos locais mais impressionantes do planeta, para a prática do mergulho. Com locais de reserva ambiental, esse destino possui vários animais, como arraias, tartarugas, tubarões-martelo e tubarões-baleia.

 

Com investimentos baixos as empresas começam a tratar o seu esgoto para a reutilização da água

Na região Sudeste do país, algumas empresas desenvolveram um método para enfrentar a falta de água na região, com baixos custos para tratar o próprio esgoto, podendo reutilizar as águas que foram tratadas.

Em São Paulo, esse tratamento da água é muito importante, principalmente depois que o estado atravessou uma das piores estiagens de todos os tempos. Um exemplo é uma empresa de locação de roupas e toalhas para cabeleireiros, que gasta cerca de 20 mil litros por dia de água, lavando por mês um total de dois milhões de peças. Em um espaço pequeno, ela montou uma pequena estação de tratamento, e ela reaproveita toda a água que sai das máquinas de lavar.

O investimento foi de R$ 80 mil, mas de acordo com o proprietário, as contas de água passaram de R$ 8 mil para

R$ 3 mil, já incluindo os produtos químicos gastos no tratamento, então a economia está sendo de R$ 5 mil por mês.

Em um shopping de São Paulo, há sete anos ele começou a tratar a água do esgoto, vindos dos sanitários e da praça de alimentação. A economia está sendo bem alta, já que a conta de água anteriormente era de R$ 80 mil por mês, e agora ela é de R$ 20 mil por mês, menos R$ 60 mil gastos na conta de água por mês.

O gerente de operações do shopping, disse que esse sistema, possibilita que o consumo seja 30% a menos de água, devido ao tratamento da água utilizada internamente no shopping.

Na Grande São Paulo, uma fábrica de medicamentos em Itapevi, trata cerca de nove milhões de litros de água por mês. A água tratada que não é usada pela empresa, acaba sendo doada para a prefeitura da cidade, que usa essa água para limpar as ruas e molhar os canteiros.

O  Projeto Aquapolo  é o maior projeto de água reutilizada da América Latina. Esse projeto que é uma parceria da Sabesp com a iniciativa privada, fornece água reutilizada para dez empresas do ABC Paulista.

A água potável que é economizada, poderia abastecer uma cidade com 500 mil moradores, e a capacidade do Projeto Aquapolo ainda é maior, mas ainda faltam interessados em água de reuso.

Cresce o número de telhados verdes no Brasil

Image result for telhado verde

Uma maneira criativa para aumentar as áreas verdes nas cidades, é começar a criar telhados verdes. Isso já está acontecendo em alguns países pelo mundo, e aqui no Brasil, essa ação já está começando a crescer. Existem vantagens em adotar o  telhado verde , pois ele é um ótimo isolante térmico, diminuindo em 70% o calor no verão, além de abafar o ruído e absorver as águas das chuvas. O valor médio para colocar esse telhado verde é de R$ 140, o metro quadrado. Qualquer telhado é possível transformá-lo em verde, desde que sejam tomados alguns cuidados técnicos, como todo o peso que ele irá ter, conseguir um escoamento da água adequado e estar vedado e impermeabilizado, já que não pode passar água através do telhado, porque dessa forma ocorrerá vazamento, comentou o diretor executivo do Instituto Cidade Jardim, Sérgio Rocha.

Para se montar um telhado verde, o primeiro passo é saber se a estrutura irá aguentar o peso. Serão cerca de oitenta quilos por metro quadrado encharcado de água. Na hora de escolher qual planta usar, é bom avaliar as possibilidades, já que a vegetação suculenta pode ficar até vinte dias sem irrigar. Existem telhados também que conseguem durar de cinco a seis anos, sem que seja necessário fazer uma adubação. Em telhados que fazem muito barulho com as chuvas, e no verão os esquentam demais, são os mais recomendados para essa mudança, sem contar na beleza que fica um telhado verde. O processo não demora muito, em um telhado com cerca de trinta metros quadrados, são necessários cerca de vinte minutos para ele se transformar em um telhado verde, e 45 dias para a natureza completar o seu trabalho, deixando o cenário ainda mais bonito.

Em áreas agitadas de grandes cidades, também existem vários telhados verdes que muitas pessoas não sabem, como é o caso em Porto Alegre do Teatro São Pedro, que possui desde 2009, um telhado verde em cima do prédio anexo, que foi instalado para diminuir a temperatura dos seus ambientes. Com essa atitude, o consumo de energia do prédio caiu cerca de 30%.

Também no Rio Grande do Sul, em um parque gráfico onde quatro jornais são impressos, existe um telhado verde com cerca de 1600 metros quadrados. Nesse caso, ele foi criado para funcionar como uma manta isolante e manter uma temperatura amena no interior, em todas as estações durante o ano. No estado do Rio de Janeiro, o Tribunal de Justiça possui um telhado verde de quase dois mil metros quadrados, e outros dez edifícios do tribunal em várias cidades do estado, também possuem esse tipo de telhado.

Algumas lojas de Nova York que não podem faltar na sua próxima visita a essa cidade

Image result for NY

Visitar Nova York é sempre um prazer imenso, já que a cidade possui diversas atrações, como museus, monumentos, parques, assistir peças na Broadway e com certeza, fazer muitas compras. Cinco lojas das muitas que não podem faltar em uma visita a Nova York são:

– A principal loja da Apple está localizada na 5ª Avenida, e quase todo o ano, as pessoas precisam enfrentar filas, já que quando os produtos são lançados, a procura por eles é bem grande. A sua entrada em forma de cubo de vidro, que fica ao sul do Central Park, representa muito mais do que uma loja localizada no subsolo, já que atualmente essa loja já virou um ponto turístico também.

– Uma das mais tradicionais redes de lojas de departamentos,  a Bloomingdale’s  ocupa oito andares e abrange um quarteirão inteiro. Vários artigos tanto masculinos quanto femininos, de várias marcas famosas, além de roupas infantis, roupas, acessórios, perfumes, cosméticos e outros produtos, além de serviços de câmbio. Os seus funcionários falam diversas línguas, incluindo o português. A loja também oferece entregas em hotéis para os seus clientes.

– A Century 21 é uma loja para aquelas pessoas que desejam fazer compras, sem gastar muito e que não desejam sair de Nova York, para ir aos conhecidos outlets em cidades vizinhas. Ela fica em frente ao Ground Zero, que é o memorial em homenagem as vítimas do World Trade Center. Sempre é preciso um pouco de paciência para encontrar boas peças, inclusive peças de grifes, nos seus três andares e com descontos chegando até 75%.

– A M&Ms World é o sonho de qualquer amante de doces, já que são três andares repletos de confeitos de chocolate e vários kits de M&Ms, além de produtos temáticos como chaveiros, roupas, jogos, louça, confres, bolas e vários outros.

– Uma das principais lojas de produtos esportivos de Nova York é a Niketown. Todos os tipos de produtos da Nike são encontrados nos seus cinco andares, divididos em setores como femininos, masculinos, sportswear e futebol. Nessa loja alguns atendentes falam o português, já que muitos brasileiros estão acostumados a visitar a loja.

Com o rompimento de uma “tradição”, Luiz Carlos Trabuco assumiu a presidência do Banco Bradesco

Existia uma espécie de tradição no banco Bradesco – os nomeados para ocupar o cargo de presidente da instituição, antes de Luiz Carlos Trabuco, nunca foram os nomes que saíram na frente na disputa.

O banco teve quatro presidentes. O primeiro foi o fundador Amador Aguiar, o segundo foi o seu sucessor Lázaro Brandão – este considerado um “azarão” em 1981 quando concorreu à presidência. Em seguida o mesmo aconteceu com Márcio Cypriano, antecessor de Luiz Carlos Trabuco – pouco se falava dele quando se discutia a respeito da sucessão de Brandão, que precisaria ser feita em 1999.

Quem quebrou a sequência das não obviedades? Justamente Luiz Carlos Trabuco. O executivo nascido em 6 de outubro de 1951 no município de Marília, em São Paulo – formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH–USP) e pós-graduado em Sócio-psicologia na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) – era mesmo o nome mais cotado para assumir o cargo.

Luiz Carlos Trabuco era, na época, vice-presidente-executivo e chefe da Bradesco Seguros – aos 57 anos de idade foi indicado pelo conselho de administração para liderar a instituição a partir de março de 2009. Em todas as conversas com executivos do mercado financeiro sobre a sucessão de Márcio Cypriano, era o nome dele – que já estava há 40 anos na casa e conhecia bem a companhia financeira de Amador Aguiar –  um dos mais citados. Além disso, Trabuco Cappi começou na instituição como escriturário e passou por todos os escalões de hierarquia da empresa – cabia bem no conceito de um perfil de “continuidade e renovação” valorizado pelo Bradesco.

Concorrência forte

José Luiz Acar Pedro, que chegou ao grupo depois da compra do Banco de Crédito Nacional (BCN), em 1997, bem como Roger Agnelli (3 de maio de 1959 – 19 de março de 2016), na época, presidente da Vale eram dois que disputavam a vaga com o atual presidente do Banco Bradesco. Contudo, a tradição foi mesmo quebrada e o eleito foi o nome mais falado.

Luiz Carlos Trabuco assumiu a presidência em um momento difícil para a instituição, pois ela havia acabado de perder a liderança no mercado financeiro. Entretanto, segundo declarações do executivo, na ocasião, liderar em si não era um objetivo, mas sim fazer o melhor trabalho nos municípios atendidos pela instituição.

Contudo, em 2015, o executivo fez um dos lances mais ousados à frente da instituição bancária fundada por Amador Aguiar – comprou a filial brasileira do HSBC por US$ 5,2 bilhões e manteve o grupo nas primeiras colocações no ranking de ativos. A transação lhe rendeu, ainda, o título de Empreendedor do Ano nas Finanças, dado pela ISTOÉ Dinheiro – uma revista brasileira de economia e negócios publicada pela Editora Três.

 

Canadá fica em primeiro lugar em desempenho educacional na lista do OCDE

Quando o assunto é qualidade de ensino os países nórdicos, como a Finlândia, a Noruega, e algumas potências mundiais, como a Coreia do Sul e a Cingapura, aparecem em primeiro lugar nas citações. No entanto, há um país que aparece raramente nessa discussão, mas que está atualmente no topo no quesito educação à nível global, o Canadá.

A OCDE – Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, elaborou uma rodada de exames através do programa Pisa – Programa Internacional de Avaliação de Alunos, para avaliar o ensino dos países. Na mais recente realização do programa, o Canadá foi o país que mais se destacou, ficando entre os dez melhores em matérias como, matemática, interpretação de texto e ciências.

Essas provas que foram aplicadas são a maior fonte de dados coletadas a nível internacional sobre o desempenho escolar dos países. Dessa forma, a conclusão foi de que os jovens canadenses são virtuosos em desfrutar de uma das melhores educações do mundo.

O desempenho educacional do país superou o de seu maior vizinho, os Estados Unidos, e até mesmo o de países europeus como a França e o Reino Unido que, de certa forma, mantém laços culturais com o Canadá.

Além do desempenho educacional entre os jovens, o Canadá também é o país que mantém o maior número de pessoas adultas com educação superior, sendo um total de 55%. A média para essa classificação fica em torno de 35% nos mais variados países, segundo o OCDE.

Um quesito interessante é que os países que apresentam melhores desempenhos em educação costumam ser menores, sendo eles com sociedades homogêneas, e na maioria com um sistema de educação integrado em todo o país.

Nesse caso, o Canadá também se destaca por não ter um sistema educacional que funcione em todo o país. A educação do país é controlada de acordo com cada província, sendo assim elas são totalmente autônomas na hora de escolher a melhor forma de ensino para seus habitantes.

Essa ligação peculiar de um ótimo desempenho com o Canadá, também pode ser explicada pelo alto número de estudantes estrangeiros que fazem faculdade no país. De um modo geral, isso foi usado para justificar a liderança do país nesse ranking mesmo sem ter um sistema nacional de educação.

 

 

Estudo afirma a importância de utilizar esponjas novas na cozinha

Um estudo realizado pelos alemães sobre a proliferação de bactérias em utensílios utilizados na pia da cozinha, em objetos de limpeza, como rodos de pia, paninhos utilizados diretamente na pia e principalmente as esponjas de lavar louças, enfatiza a grande importância de se trocar a esponja de lavar louças em um período definido. O estudo também aconselha a não utilizar panos e outros utensílios na pia.

As pessoas de um modo geral acreditam que é dentro do banheiro que se encontra as maiores quantidades de bactérias em uma casa, mas isso não é verdade. Segundo um estudo, as bactérias estão contidas em maior número e potencial de risco na cozinha das casas. O estudo foi realizado na Universidade Furtwangen, localizada na Alemanha, afirmando que o lugar com a maior incidência de micro-organismos em uma casa, é a esponja de lavar louças e objetos que estão na pia, como panos utilizados e pequenos recipientes plásticos que guardam esses objetos.

“Ela possui uma maior diversidade bacteriana do que se imaginava anteriormente”, disseram os responsáveis pelo estudo sobre as esponjas de lavar louças. O estudo teve como critério 14 esponjas de marcas diferentes analisadas, e foi anunciado na revista Scientific Reports.

Mesmo que as pessoas tentem fazer alguma forma de profilaxia na esponja, isso não ocorre de fato, mesmo que seja utilizada água fervendo na esponja, os riscos de ainda haver bactérias existem e elas não são totalmente eliminadas de fato. Além de não ser aconselhado pelos cientistas qualquer forma de limpeza nessas esponjas, o fato de que elas podem acarretar bactérias letais em grandes quantidades, segue vários embasamentos científicos e normas técnicas já existentes antes deste estudo realizado na Alemanha.

“Então, nós sugerimos uma substituição regular das esponjas de cozinha”, afirmam os responsáveis pelo estudo. Essa mudança de esponjas deve ser realizado constantemente no prazo de uma semana. Entre as bactérias causadoras de doenças, foram encontradas bactérias com capacidade de resistência muito superiores a antigas análises já realizadas em outros estudos.

A troca deveria ocorrer, até porque, entre esses milhões de bactérias, algumas têm grandes potenciais de causar doenças. Elas tendem a se tornar mais resistentes com o passar do tempo e vão ficando cada vez mais fortes.