Condenação de Hospital Paulista Por Troca de Bebês

As notícias referentes ao sistema de saúde brasileiro nunca foram muito positivas. A Saúde brasileira sempre enfrentou criticas desfavoráveis em vários âmbitos, principalmente no que diz respeito aos procedimentos efetuados dentro dos hospitais. Geralmente sob a mira da imprensa quando se descobre alguma falha em alguma reportagem ou recebem denúncias dos próprios usuários dos serviços. E isso vale tanto para os serviços de saúde privados, quanto públicos.

Agora em agosto, um hospital da região de Bauru -cidade paulista – foi denunciado por uma “troca de bebês”. O Hospital já foi condenando pelo ato, pela 7ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo. Embora o caso tenha ocorrido em 2001, só agora os pais puderam ser ressarcidos com o recebimento de uma indenização de R$ 240 mil reais. A Justiça entendeu e deu validade à causa em vista de os pais, além da troca da criança, não puderam sepultá-la (haviam sido comunicados da morte da criança), e por isso sofreram danos irreparáveis.

Na época, devido à troca de bebês informada, outras catorze mães que deram à luz na mesma época, tiveram que fazer exame de DNA, a fim de comprovar a maternidade dos filhos que criavam. A maternidade responsável foi a Maternidade Santa Isabel, que durante o ocorrido estava sob a responsabilidade administrativa da Associação Hospitalar de Bauru. As notícias que correm é que a instituição de saúde pretende tentar recorrer ao Superior Tribunal de Justiça.

Não são poucos os casos que envolvem dramas e até tragédias, nos hospitais brasileiros, sejam eles de ordem burocrática (como os hospitais são administrados), ou do setor pessoal (como as pessoas – os pacientes – são tratados dentro deles). Um dos problemas mais enfrentados pelos pacientes brasileiros, diz respeito ao erro médico, que mutila, traumatiza ou acaba com muitas vidas.

Notícias como essa chamam a atenção da população , de autoridades e da opinião pública em geral e deve promover uma atenção cada vez mais exigente dos usuários dos estabelecimentos de saúde, a fim de não sofrerem danos advindos dos erros que ocorrem dentro dos hospitais do Brasil.

Cidade suíça de Corippo, para não sumir, tem de virar hotel

Nós, brasileiros, estamos já acostumados com notícias de cidades e até de estados que se pode classificar até como “falidos”, dado o alto endividamento, dadas as contas que não batem, ou seja, um constante déficit. Porém, a realidade de que tratamos aqui, geograficamente falando, está bastante distante de nós, porém, em outros sentidos, não está assim tão diferente. Quem diria que logo a Suíça teria uma cidade passando por dificuldades? Parece algo surreal mesmo, mas isso tem um porquê bem credível: a cidade só possui 12 habitantes!

Como é de se esperar, a cidade de Corippo passa longe de ser alguma capital, sendo mesmo, em verdade, a menor daquele país. Uma nação que, por si só, já é bem menor que a nossa, tendo suas dimensões, a saber, quase iguais às do Estado do Espírito Santo. E é frente a essa realidade de pequenez em dimensões territoriais, que sua dúzia de residentes enfim desistiram da tentativa de aumentar-se o número total de habitantes. A solução, então, foi a de transformá-la em “hotel”, digamos assim, tendo como capacidade umas 26 pessoas por vez.

Como estamos tratando de uma notória decadência dessa cidade, é bastante pertinente trazermos mais detalhes sobre esse processo histórico, visto que não se trata de um fenômeno recente, mas uma situação que vem se agravando há dois séculos. Sim, a saída dos mais jovens daquela área dos Alpes, que acabou ocasionando a situação que destacamos, vem desde o século XIX. E essa saída se dava em função da busca desses jovens pelas cidades grandes, como a própria capital do país e também sua maior cidade, Zurique, que fica a duas horas de viagem dali. Fora Milão também, vale lembrar, que é uma cidade italiana a uma hora e meia, de carro, de Corippo.

Agora, já introduzido o assunto, com direito a curiosidade histórica, tratemos da autoria dessa iniciativa, como o nosso último pormenor: a Fundação Corippo. Nada mais, nada menos que uma organização sem fins lucrativos, logo uma “ONG”, que vem desde a década de 1970,tentando impedir o agravamento da situação em questão. Em suma, tal fundação existe para que seja mantida e revitalizada essa cidadezinha, valorizando não apenas a sua arquitetura histórica, como também algumas das tradições locais.

AIDS: Saiba mais sobre a doença que abalou o país na década de 80

A popularmente conhecida AIDS, que abalou o país nos anos 80 e matou inúmeros astros, como Cazuza e Renato Russo tem voltada com tudo na última década, em especial, pelas novas gerações e por idosos. No primeiro caso, pelo desconhecimento do que foi e a dimensão que a doença tomou no passado, e no segundo, por atos cometidos na grande maioria das vezes na juventude. Com toda esta volta de notícias acerca da AIDS, é necessário salientar e esclarecer algumas questões acerca da doença.

A Aids é uma doença infecto-contagiosa, causada pelo vírus HIV e que tem como principais sintomas, um enfraquecimento cada vez maior do sistema imunológico. Ao contrário do que se pensa, esta doença não é singular, e sim um conjunto de doenças e sintomas acarretados pela imunidade baixa. Conforme o sistema imunológico fica fraco, mais a pessoa fica sucessível a outras doenças, o que acarreta uma piora crescente no quadro, caso a pessoa não faça uso de nenhum medicamento.

A doença costuma se manifestar de maneira leve no início, com viroses ou quadros semelhantes, porém, os sintomas mais comuns são: febre constante; câncer no tecido conjuntivo, dores de cabeça, calafrios, dores musculares e de garganta, e outros similares, que se não tratados, podem evoluir para outras enfermidades, como a tuberculose, pneumonia, meningite, toxoplasmose, candidíase entre outros, que evoluem com o avanço da doença.

Ao contrário do que muitos pensam, o vírus só é transmitido por contato da pessoa com alguma parte ferida com sangue infectado pelo vírus. Desta maneira, o vírus não é transmitido por beijo, suor, banheiros públicos, talheres, mosquitos ou qualquer coisa similar. Se sabe que as formas mais corriqueiras são: o contato com sangue infectado; penetração sexual ou por passar de mãe para filho, porém, a realização de remédios e do pré – natal impedem qualquer possibilidade de contagio.

O tratamento consiste no uso do coquetel de medicamentos para portadores do vírus HIV. Caso a pessoa tome todos os medicamentos da maneira correta, é possível ter uma vida longa e tranquila.

Pela primeira vez em uma década os rendimentos do FGTS superam a inflação

Em 2017 a rentabilidade nominal do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) alcançou os 3,61%, ficando acima da inflação de 2,95% no mesmo período, o que não ocorria a uma década. O ganho real dos trabalhadores foi de 0,55%, um resultado que será maior devido à distribuição de metade do lucro do fundo, que será realizada até o final de agosto deste ano conforme a legislação determina. Os cálculos são feitos levando em consideração o saldo disponível até o dia 31 de dezembro de 2017.

A rentabilidade do FGTS apesar de ter sido maior que a inflação, foi menor que o da poupança que chegou a 6,8%.

O balanço do fundo realizado pela Caixa Econômica Federal, responsável pela administração do recurso divulgará o lucro do FGTS de 2017 no mês de julho. Foram 247,7 milhões de contas que receberam parte do lucro do FGTS no ano passado, benefício que chegou a 88 milhões de pessoas.

Esse resultado nominal de 2017 foi positivo, mas só aconteceu devido a inflação ser positiva para baixo. Em 2018 não é esperado que essa situação se repita antes do lucro ser distribuído, devido a TR ser igual a zero, explica o economista Alexandre Cabral. A rentabilidade básica será de 3% e a espera do mercado no Índice de Preços ao Consumidor Amplo alcançará 3,95% em 2018. Cabral disse que poupança terá remuneração próxima dos 4,9%, e os trabalhadores que se beneficiaram com a distribuição de resultados de 2017 podem aumentar a rentabilidade do Fundo de Garantia.

Apesar dos resultados do FGTS terem tido uma sequência boa, muitos trabalhadores brasileiros não sabem o seu saldo em conta, recebem seus pagamentos mensais sem nenhum acompanhamento do depósito do FGTS, e nem sabem o valor que foi acumulado nas contas durante o ano.

Os saldos do FGTS podem ser consultados pelo site da Caixa Econômica Federal, ou pelo telefone 0800 726 0207, a ligação é gratuita. Existem também o aplicativo da Caixa para celulares, e os que possuem conta na caixa, podem acessar o internet banking.

A retirada do saldo em conta só é permitida por lei, como em casos de aposentadoria ou quando a conta estiver inativa por mais de três anos.

Booking proporciona todas as informações no momento de reservar a hospedagem

Planejar uma viagem exige tempo e boas fontes para informação, nem sempre se tem o tempo necessário para definir as melhores escolhas depois de várias pesquisas. O importante é procurar conselho ou indicações de pessoas próximas que tiveram boas experiências, ou então buscar na internet fontes confiáveis, de preferência baseadas em experiências verdadeiras, como em blogs e vlogs de viagem.

Para quem está buscando um bom site para procurar hotéis ou hostels, um dos principais é o Booking. Ele é uma das ferramentas mais práticas que existe para encontrar hospedagens em diversas regiões do mundo. Os preços que o site pratica são diversos, que vão desde as hospedagens mais simples com camping, até mesmo os resorts de luxo.

Uma das vantagens do site de reservas Booking é a grande escolha e personalização da busca. O usuário pode definir as prioridades de busca e consequentemente o site irá trazer os melhores resultados, que podem ser ordenados pelo preço ou pelo número de estrelas do estabelecimento.

Outra característica importante desse site é a classificação que os usuários podem dar para a hospedagem. Se baseando nisso, os futuros viajantes podem se orientar melhor com a qualidade do serviço pela reputação que a hospedagem possui. Por isso, é importante verificar quantas estrelas o lugar que vai receber o viajante conquistou, mas também é preciso cuidado, às vezes alguns estabelecimentos depois de conseguirem uma boa pontuação relaxam na qualidade do serviço. Nem sempre mais estrelas querem dizer mais qualidade.

No momento de concluir a reserva é importante ficar atento às taxas. Muitos viajantes acabam reservando a hospedagem pensando que as taxas do hotel já estão inclusas, nem sempre é assim. Antes de concluir a reserva deve-se verificar se no valor estão inclusas as taxas. Esse é um dos erros mais comuns dos viajantes por deduzirem que porque algumas hospedagens incluem as taxas nos seus valores, todas incluem. Não é assim. Existem taxas também que podem estar fora do preço final, mas que estão descritas no Booking.

Alguns estabelecimentos cobram uma taxa caso o hóspede cancele, outros não. É importante verificar as chances de cancelamento com a hospedagem caso essa possibilidade venha a ser considerada.

 

Decoração de lojas é estratégia para aumentar vendas na 25 de março

Na rua 25 de março, o que não falta são opções de compras, mas para chamar a atenção dos clientes são diversas as estratégias dos vendedores. Alguns investidores tentam se organizar e apresentar um visual mais atrativo da loja. Karina Theodoro, supervisora da Bendita Seja, afirma que a região também pode possuir lojas bonitas. O visual do ambiente da loja é uma das principais características para atrair o público, que pode gastar desde R$ 1,90 até R$ 500,00.

Quando uma loja investe na decoração o retorno financeiro não é uma dúvida, principalmente em um lugar que traz uma competição árdua pelo espaço físico. Cada vez que existe uma melhor apresentação do ambiente, maior é a sua valorização. A percepção de quem está comprando um produto em uma loja com um cuidado maior com a decoração muda, assim também a forma como revendedor vende os seus itens.

Existem muitas opções na 25 de março, desde as mais baratas até as mais caras, tudo vai depender do custo benefício que o cliente pode pagar, o que não quer dizer que todos os produtos da região têm uma baixa qualidade.

Ammar Alhamza, de 36 anos, gerente da Kenuz, afirma que existe uma preocupação em transformar a percepção em relação aos produtos da 25 de março. Na loja de acessórios árabes em que trabalha, os valores podem variar de R$ 5,00 até R$ 600,00. Algumas pessoas que o gerente conhece já disseram que o mercado da região não é nada convidativo. Na Kenutz, existe um respeito e uma comodidade que o cliente pode usufruir, os atendentes são instruídos a não seguirem os clientes e deixá-los à vontade. Até mesmo algumas regalias são proporcionadas aos clientes para fidelizá-los, como pequenos eventos que apresentam comidas e bebidas árabes como o chá de hibisco, sucos de Rosa da Síria e água de flores.

Chamar a atenção por uma boa estética pode trazer uma melhor impressão da loja, mas isso não garante maiores vendas, segundo afirma Ammon, coordenador do MBA em Gestão Estratégica da FAAP. Da mesma maneira que pode convidar o cliente a entrar na loja, pode espantá-lo pela impressão de que pode ser mais caro.

 

Comércio do marfim acaba de ser proibido em território chinês

Acaba de entrar em vigor a proibição envolvendo as negociações de marfim na China, esse que era o primeiro mercado para a venda de presas de elefante feito de forma ilegal no país.

Segundo o Ministério das Florestas chinês, que fez uma declaração através da rede social Weibo, todos os itens relacionados ao marfim e seus derivados, estão com a sua compra e venda proibidas, mesmo sendo feitas por lojas, comerciantes e mercados. A partir de agora, se algum negociante afirmar que possui autorização do governo para fazer a comercialização de marfim, ele estará ludibriado os interessados pela compra do produto e ainda estará infringindo propositadamente a lei do país.

O Ministério das Florestas ainda acrescenta, que este impedimento também inclui o comércio realizado pelas lojas virtuais e os produtos comprados em outros países.

Depois que saiu o primeiro impedimento parcial da negociação dos produtos feitos de marfim, houve uma redução de cerca de 80% nas apreensões dos produtos que entravam em território chinês, segundo a agência oficial da China, Xinhua. Ainda segundo a agência, os valores do marfim em seu estado bruto, tiveram uma redução significativa de cerca de 65%, depois que saiu esse impedimento parcial. Mas a proibição completa só foi comunicada no fim do ano de 2016.

Depois de alguns meses dessa proibição, a agência Xinhua comunicou o encerramento das atividades em 67 lojas e oficinas, que faziam parte do mercado de venda de marfim. Ainda restaram cerca de 105 estabelecimentos, mas foi anunciado o fechamento de todos eles no final de 2017.

O governo chinês tinha anunciado antes a proibição das importações realizadas antes de 1975 de marfim, e também dos produtos feitos com esse material. Esse produto é um item muito precioso em território chinês, podendo custar cerca de US$ 1.100 o quilo, já que é visto como um símbolo de poder dentro da sociedade chinesa.

Devido à grande procura na China pelo marfim, milhares de elefantes africanos foram abatidos todos os anos para alimentar esse comércio dentro do território chinês.

De acordo com informações dadas pela IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza), a caça proibida reduziu  a população de elefantes africanos  nos últimos dez anos, em 110.000 animais, restando atualmente uma população de cerca de 415.000 elefantes africanos.

 

JHSF – A incorporadora de José Auriemo Neto que conquistou o Brasil

Image result for José Auriemo neto

A história de sucesso da JHSF confunde-se com a do presidente do conselho administrativo da companhia, José Auriemo Neto. Fundada em 1972 com o nome JHS, ela iniciou no segmento de construção civil e ao longo de sua trajetória passou a investir em outros setores como a incorporação imobiliária, administração de shopping centers, hotelaria, gastronomia e até a administração de um aeroporto executivo, o primeiro do país.

Conheça um pouco mais da história da companhia e de José Auriemo Neto.

A JHSF

Ainda na década de 70, os irmãos Fábio Auriemo e José Roberto Auriemo se reuniram com mais dois sócios para fundar a JHS Construção e Planejamento Ltda. Inicialmente o foco da companhia era a prestação de serviços na construção civil, focando principalmente em obras médias e em seguida passando para as maiores como a obra do Hotel Transamérica Ilha de Comandatuba (BA), a pistas de provas da GM e inúmeras agências bancárias de diferentes instituições.

O foco era atender clientes da iniciativa privada, em especial, grandes varejistas, hotéis, centros comerciais e a famosa rede de fast foods McDonalds, O tempo foi passando e o interesse dos sócios mudou, buscando as incorporações imobiliárias.

No início da década de 1990 a empresa passou por uma cisão em que Fábio Auriemo se tornou o único acionista. A partir daí, ela passou a se chamar JHSF. O foco permaneceu nas construções até o fim da década quando o interesse se voltou somente para a incorporação, tendo em vista o crescente mercado de locação de escritórios comerciais. Foi então que a JHSF desenvolveu empreendimentos como Metropolitan Office, localizado em um dos endereços comerciais mais prestigiados da capital paulista.

A divisão de shopping centers

Em 2001 a empresa dá mais um passo importante. José Auriemo Neto, então diretor, cria o setor de shopping centers da JHSF. Os primeiros projetos foram o Shopping Metrô Santa Cruz, que inovou ao ser o primeiro do Brasil integrado a uma estação de metrô. Logo em seguida vieram o Shopping Metrô Tucuruvi, que foram vendidos.

A companhia passou a privilegiar os empreendimentos voltados para a classe alta. O mais expressivo deles foi o Residencial Parque Cidade Jardim. O complexo, localizado próximo a Marginal Pinheiros no centro de São Paulo, reúne apartamentos, escritórios, shopping center e hotel, tudo em um só endereço. A ideia aqui é que os moradores não sejam obrigados a se deslocar grandes distâncias para trabalhar, consumir ou fazer alguma atividade de lazer.

De início Fábio Auriemo não estava empolgado com o projeto, contudo José Auriemo Neto foi capaz de convencê-lo ao mostrar que a entrada residencial poderia ser feita por trás da marginal e somente a entrada do shopping e das torres empresariais seria feita pela frente.

Em 2006 as primeiras unidades foram entregues pelo valor de R$ 2 milhões para os apartamentos menores de 240 m² e pouco mais de R$ 16 milhões para o maior, uma cobertura triplex de de 1.800 m². Foi o suficiente para que a empresa de José Auriemo Neto fosse capaz de faturar cerca de 1,78 bilhão de reais, mostrando que ele estava certo em investir no empreendimento.

 

Pontualidade dos voos no mês de dezembro alcança 88% em operação de fim de ano

No mês de dezembro a Operação Fim de Ano, que acontece em 15 aeroportos no país, só na primeira semana registrou uma pontualidade nos voos que chegaram a 88%. O desempenho previsto era de 85% já esperado pela Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias.

As notas dos serviços que são prestados nos terminais foram de 4,30 no índice médio de satisfação do passageiro. A pesquisa realizada pela Secretaria de Aviação Civil do Ministério dos Transportes, mostra que a escala vai de 1 a 5 que é a nota máxima que representa um serviço muito bom. No ano passado, a pontualidade registrada na primeira semana foi de 85% e a nota dada pelos passageiros em relação aos serviços prestados foi de 4,27.

A SAC realiza o trabalho que já dura 3 anos, segundo informações do secretário nacional de Aviação Civíl, Dário Lopes. Existe uma parceria da SAC com órgãos públicos e a iniciativa privada do setor aéreo, para que a os voos sejam pontuais e fiquem dentro da meta estabelecida. Lopes diz que as companhias aéreas, aeroportos, e os órgãos públicos vem trabalhando para que o atraso nas decolagens fique dentro do índice médio, menor que 15%, sendo em embarques e desembarques com um atraso menor que trinta minutos.

No levantamento feito pela Secretaria, o feriado de Natal tinha uma estimativa de movimentação de 2,5 milhões de pessoas, com uma taxa de ocupação média de 85% dos assentos que as companhias aéreas disponibilizam.

O serviço de atendimento aeroportuário é reforçado nas altas temporadas, para que a demanda seja atendida. As expectativas nas altas temporadas ultrapassou em 12% a de 2016/2017 chegando a 35,58 milhões de passageiros.

Os 15 terminais contaram com 11,8 mil profissionais envolvidos no esquema especial, além de 1,7 servidores alocados pelos órgãos públicos para as funções da alfândega, fiscalização e barreiras sanitárias.

Os 15 aeroportos movimentam 80% do fluxo total de viajantes no país espalhados por todo o Brasil, sendo eles no estado de São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito federal, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Bahia, Paraná, Amazonas, Ceará, Rio Grande do Norte e Mato Grosso.

 

Pantanal mato-grossense recebe esgoto e detritos de várias cidades do estado

O Pantanal mato-grossense está recebendo detritos e esgoto de treze municípios que ficam nas margens do Rio Cuiabá, fazendo com que uma das mais importantes reservas mundiais de água doce, esteja correndo um grave risco por causa da poluição.

Essa região tem apresentado lixos como ventiladores e sofás, apresentando uma paisagem bem diferente do que esperamos encontrar no Pantanal. Um verdadeiro crime com a rica natureza da região, ameaçando os animais que vivem ali.

Um pescador esclarece que a impressão que fica, é de que os moradores da região que provocam essa situação, mas esses detritos vêm pelo Rio Cuiabá da área urbana, que passa pela capital e carrega consigo o lixo descartado de forma errada e também o esgoto da cidade. São milhares de detritos que poluem a água, como garrafas pet, capacete, bolas e inseticidas, e vários outros dejetos estão fazendo parte desse triste cenário.

Toda essa região do Pantanal possui muita água, já que ela é considerada a principal  planície alagável do mundo,  com cerca de 155.000 km² de extensão. Isso equivale ao tamanho dos estados de Santa Catarina e Rio de Janeiro juntos. Mas toda essa poluição vem crescendo aos poucos, destruindo a natureza graças à poluição ocasionada pelo ser humano.

Depois que a região metropolitana da capital mato-grossense ficar sem chuva por mais de oitenta dias, agora é uma época que chove diariamente. Isso acaba fazendo com que os rios fiquem cheios, levando o que ficou aglomerado em suas margens para as suas águas. Esses detritos são levados para as bacias que abastecem a região do Pantanal, onde diariamente chegam cerca de uma tonelada e meia de dejetos.

Outro problema é o esgoto do estado, já que somente 25% dele é tratado, de acordo com informações dadas pela Secretaria de Meio Ambiente do Mato Grosso. A maior parte dos outros 75%, tem como destino os rios que constituem a região do Pantanal. A consequência desse impacto sobre o meio ambiente e os investimentos necessários vão ser levantados pela Secretaria do Meio Ambiente.

Carlos Fávaro, secretário do Meio Ambiente, declarou que o estado está investindo R$ 7 milhões pelo controle de qualidade da água e pelo pró-gestão, procurando descobrir o tamanho deste impacto na natureza e visa também procurar uma solução para esse problema. Atualmente, somente atividades voluntárias estão tentando limpar as águas dos rios na região do Pantanal, segundo Jean Pelicciari, responsável pela ONG Teoria Verde.