Quais são as 3 maiores economias do mundo?

Quando se trata das principais economias em todo o mundo, embora a ordem possa mudar ligeiramente de um ano para o outro, os principais tendem a ser os mesmos.

No topo da lista estão os Estados Unidos da América, que, de acordo com a Investopedia, estão à frente desde 1871. Entretanto, como tem sido o caso há alguns anos, a China está ganhando dos EUA, alguns especialistas até alegam que a China já ultrapassou os EUA como a economia número 1 do mundo.

No entanto, indo pelo PIB nominal medido apenas em dólares, os Estados Unidos da America mantêm o seu lugar seguido pela China e pelo Japão. Neste artigo, analisamos as 3 primeiras economias mundiais de acordo com previsões consensuais para o PIB nominal de 2019.

Começando pelos Estados Unidos da America. Apesar dos desafios enfrentados, juntamente com um cenário global em rápida transformação, a capitalização do pais norte americano ainda é a maior do mundo, com uma previsão de PIB nominal superior a US $ 21 trilhões em 2019. A economia dos EUA representa cerca de 20% da produção global. A economia dos EUA apresenta um setor de serviços altamente desenvolvido e tecnologicamente avançado, que responde por cerca de 80% de sua produção. A capitalização dos EUA é dominada por empresas orientadas a serviços em áreas como tecnologia, serviços financeiros, saúde e varejo. Grandes corporações dos EUA também desempenham um papel importante no cenário global, com mais de um quinto das empresas da Fortune Global 500 vindo dos Estados Unidos.

Em segundo lugar vem a China. A economia chinesa passou por um crescimento surpreendente nas últimas décadas que catapultou o país para se tornar a segunda maior economia do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos.

Apesar de pequeno em extensão, em terceiro lugar está o Japão. A capitalização japonesa atualmente ocupa o terceiro lugar em termos de previsão do PIB nominal para chegar a US $ 5,2 trilhões em 2019. Antes da década de 1990, o Japão era o equivalente da China atual, crescendo rapidamente durante os anos 60, 70 e 80. No entanto, desde então, a economia do Japão não tem se estagnado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *