Condenação de Hospital Paulista Por Troca de Bebês

As notícias referentes ao sistema de saúde brasileiro nunca foram muito positivas. A Saúde brasileira sempre enfrentou criticas desfavoráveis em vários âmbitos, principalmente no que diz respeito aos procedimentos efetuados dentro dos hospitais. Geralmente sob a mira da imprensa quando se descobre alguma falha em alguma reportagem ou recebem denúncias dos próprios usuários dos serviços. E isso vale tanto para os serviços de saúde privados, quanto públicos.

Agora em agosto, um hospital da região de Bauru -cidade paulista – foi denunciado por uma “troca de bebês”. O Hospital já foi condenando pelo ato, pela 7ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo. Embora o caso tenha ocorrido em 2001, só agora os pais puderam ser ressarcidos com o recebimento de uma indenização de R$ 240 mil reais. A Justiça entendeu e deu validade à causa em vista de os pais, além da troca da criança, não puderam sepultá-la (haviam sido comunicados da morte da criança), e por isso sofreram danos irreparáveis.

Na época, devido à troca de bebês informada, outras catorze mães que deram à luz na mesma época, tiveram que fazer exame de DNA, a fim de comprovar a maternidade dos filhos que criavam. A maternidade responsável foi a Maternidade Santa Isabel, que durante o ocorrido estava sob a responsabilidade administrativa da Associação Hospitalar de Bauru. As notícias que correm é que a instituição de saúde pretende tentar recorrer ao Superior Tribunal de Justiça.

Não são poucos os casos que envolvem dramas e até tragédias, nos hospitais brasileiros, sejam eles de ordem burocrática (como os hospitais são administrados), ou do setor pessoal (como as pessoas – os pacientes – são tratados dentro deles). Um dos problemas mais enfrentados pelos pacientes brasileiros, diz respeito ao erro médico, que mutila, traumatiza ou acaba com muitas vidas.

Notícias como essa chamam a atenção da população , de autoridades e da opinião pública em geral e deve promover uma atenção cada vez mais exigente dos usuários dos estabelecimentos de saúde, a fim de não sofrerem danos advindos dos erros que ocorrem dentro dos hospitais do Brasil.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *