JHSF – A incorporadora de José Auriemo Neto que conquistou o Brasil

Image result for José Auriemo neto

A história de sucesso da JHSF confunde-se com a do presidente do conselho administrativo da companhia, José Auriemo Neto. Fundada em 1972 com o nome JHS, ela iniciou no segmento de construção civil e ao longo de sua trajetória passou a investir em outros setores como a incorporação imobiliária, administração de shopping centers, hotelaria, gastronomia e até a administração de um aeroporto executivo, o primeiro do país.

Conheça um pouco mais da história da companhia e de José Auriemo Neto.

A JHSF

Ainda na década de 70, os irmãos Fábio Auriemo e José Roberto Auriemo se reuniram com mais dois sócios para fundar a JHS Construção e Planejamento Ltda. Inicialmente o foco da companhia era a prestação de serviços na construção civil, focando principalmente em obras médias e em seguida passando para as maiores como a obra do Hotel Transamérica Ilha de Comandatuba (BA), a pistas de provas da GM e inúmeras agências bancárias de diferentes instituições.

O foco era atender clientes da iniciativa privada, em especial, grandes varejistas, hotéis, centros comerciais e a famosa rede de fast foods McDonalds, O tempo foi passando e o interesse dos sócios mudou, buscando as incorporações imobiliárias.

No início da década de 1990 a empresa passou por uma cisão em que Fábio Auriemo se tornou o único acionista. A partir daí, ela passou a se chamar JHSF. O foco permaneceu nas construções até o fim da década quando o interesse se voltou somente para a incorporação, tendo em vista o crescente mercado de locação de escritórios comerciais. Foi então que a JHSF desenvolveu empreendimentos como Metropolitan Office, localizado em um dos endereços comerciais mais prestigiados da capital paulista.

A divisão de shopping centers

Em 2001 a empresa dá mais um passo importante. José Auriemo Neto, então diretor, cria o setor de shopping centers da JHSF. Os primeiros projetos foram o Shopping Metrô Santa Cruz, que inovou ao ser o primeiro do Brasil integrado a uma estação de metrô. Logo em seguida vieram o Shopping Metrô Tucuruvi, que foram vendidos.

A companhia passou a privilegiar os empreendimentos voltados para a classe alta. O mais expressivo deles foi o Residencial Parque Cidade Jardim. O complexo, localizado próximo a Marginal Pinheiros no centro de São Paulo, reúne apartamentos, escritórios, shopping center e hotel, tudo em um só endereço. A ideia aqui é que os moradores não sejam obrigados a se deslocar grandes distâncias para trabalhar, consumir ou fazer alguma atividade de lazer.

De início Fábio Auriemo não estava empolgado com o projeto, contudo José Auriemo Neto foi capaz de convencê-lo ao mostrar que a entrada residencial poderia ser feita por trás da marginal e somente a entrada do shopping e das torres empresariais seria feita pela frente.

Em 2006 as primeiras unidades foram entregues pelo valor de R$ 2 milhões para os apartamentos menores de 240 m² e pouco mais de R$ 16 milhões para o maior, uma cobertura triplex de de 1.800 m². Foi o suficiente para que a empresa de José Auriemo Neto fosse capaz de faturar cerca de 1,78 bilhão de reais, mostrando que ele estava certo em investir no empreendimento.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *