Jorge Moll e a estrutura de luxo do Hospital Copa Star

Situado no bairro de Copacabana, na rua Figueiredo Magalhães, o Hospital Copa Star utiliza um conceito baseado no atendimento de luxo. Muito similar a um hotel cinco estrelas, o local foi todo planejado para servir os pacientes que esperam por um atendimento personalizado e único.

Toda essa estrutura do Hospital Copa Star foi planejada pela rede de hospitais D’Or onde Jorge Moll é um dos fundadores, a qual tem o objetivo de levar esse padrão de excelência para todo o Brasil. Com corredores que se assemelham a galerias de arte, o hospital conta com mais de 230 obras do artista japonês Yutaka e, para o conforto e a comodidade dos pacientes e seus acompanhantes, o local conta ainda com uma área anexa dedicada exclusivamente ao trânsito dos enfermeiros e das macas, para não tumultuar os corredores principais.

Com cerca de 21 mil metros quadrados de espaço, toda a área do hospital foi planejada cuidadosamente, desde a sua entrada elegante até a decoração dos quartos e corredores, o que o torna bem diferente do modelo de hospital tradicional do país.

No Hospital Copa Star, do grupo de Jorge Moll, por exemplo, os pacientes não sentem nenhum odor de éter, um cheiro muito comum em hospitais, pois o local utiliza perfumes específicos em aromas cítricos e amadeirados para tornar todo o ambiente mais agradável. A iluminação, por sua vez, é bastante natural e acolhedora, indo em contrapartida as luzes artificiais e invasivas que ainda são utilizadas em grande parte dos estabelecimentos. Para completar, o hospital também investiu em gastronomia, tendo um restaurante assinado pelo prestigiado chef suíço, Steve Moreillon.

Para tanto, essa unidade do hospital teve um orçamento de aproximadamente R$ 400 milhões de reais, após um processo de obras iniciado em 2013.

Agora, a Rede D’Or São Luiz, de Jorge Moll planeja continuar investindo nesse modelo e pretende levar esse conceito de luxo em hospitais para várias outras capitais brasileiras. Já nos próximos anos, a rede tem o objetivo de inaugurar novas unidades nas grandes metrópoles do país, tendo como foco inicial as cidades de Brasília e São Paulo. Enquanto isso não acontece, o Hospital Copa Star tem sido utilizado como opção para os pacientes paulistas que fazem a ponte área entre o Rio de Janeiro e São Paulo.

Sobre o hospital, Jorge Moll, cardiologista e idealizador da Rede D’Or São Luiz, destaca que, a partir de agora, também existe uma alternativa no Rio de Janeiro similar aos dois hospitais mais famosos de São Paulo, o Albert Einstein e o Sírio-Libanês.

Ao longo dos anos em que foi desenvolvido, todos os detalhes da construção do hospital foram pensados minuciosamente. Para isso, o uso da tecnologia foi determinante para criar um ambiente diferenciado, capaz de oferecer um acolhimento especial e um atendimento exclusivo aos pacientes.

Atualmente, o Copa Star possui mais de 550 profissionais, que vão desde assistentes e equipes de apoio até enfermeiros, profissionais de hotelaria e mais de 100 médicos. Com equipamentos e sistemas que estão entre os mais modernos do mundo, o hospital oferece cirurgias de alto nível de complexidade, tanto na área da cardiologia como também da neurologia, se tornando uma das referências do país nesse aspecto.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *