Produção agropecuária brasileira corresponde por R$ 533,5 bilhões em 2017

O valor do VBP – “Valor Bruto da Produção” – na produção agropecuária brasileira em 2017, é de R$ 533,5 bilhões com base no fechamento do mês de outubro deste ano. Em comparação com o fechamento anual de 2016, a alta foi de 1,6%, quando o valor total na produção agropecuária foi de R$ 525 bilhões. Já as lavouras responderam por um crescimento real de 5,5% e houve redução na pecuária de 5,8%. Até o final do ano de 2017 esse valor de R$ 533,5 não sofrerá alterações, levando em conta que a safra 2016/2017 já está próxima do fim, faltando somente o levantamento de algumas das lavouras cultivadas no período do inverno.

Já os campeões no faturamento deste ano foram o algodão, que demonstrou um crescimento de 73,56% em comparação com o mesmo período em 2016, o arroz, com crescimento de 9,95%, e no caso da cana de açúcar, a alta foi de 30,6%. A laranja, mandioca, milho e uva, tiveram altas respectivas de 7%, 88,2%, 14,2% e 50,7%. Uma das principais consequências desta excelente safra foram os preços baixos, segundo José Garcia Gasques, o coordenador-geral do setor de “Estudos e Análises da Secretaria de Política Agrícola do Mapa”. A produção de muitos produtos tiveram um custo mais baixo nesta safra. Segundo especialistas em economia, a redução real atingiu a casa dos 40%, sendo que para a produção de cebola, a redução foi de 47% e para a produção de batata, a redução real foi de 49%.

Os preços praticados na pecuária brasileira também tiveram queda quando comparados com o mesmo período em 2016. A carne bovina e o frango foram os campeões na queda dos preços e também os principais responsáveis por queda no faturamento deste setor. Cada região do país demonstra um diferencial de valores relativo a produção nesta safra. A região Sul é a que mais apresentou faturamento este ano, atingindo o valor acumulado de R$ 140,6 bilhões. Logo em seguida vêm as regiões: Centro-Oeste, Sudeste, Nordeste e Norte, com R$ 137,9 bilhões, R$ 136 bilhões, R$ 48 bilhões, e com R$ 32,4 bilhões respectivamente.

As estimativas para o ano de 2018 realizadas pela Conab – Companhia Nacional de Abastecimento – junto ao IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, apontaram que a produção de grãos sofrerá redução em comparação com os resultados deste ano. As projeções de redução segundo a Conab são de 5% e as projeções realizadas pelo IBGE são de 8,9%.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *